sábado, 21 de março de 2015

Em ares frescos



Em ares frescos
Da manhã criança
Ainda orvalhada estou
Pela noite enluarada

Hoje aqui entreaberta
Libertei-me
Para despertar
Aquilo que me completa

Não me negues o olhar
Traz nele minha esperança
Contida e tão desejada
Beijas-me logo e me roubas o ar

Nidia Cintra