terça-feira, 26 de julho de 2016

Foi se o tempo em que eu confundia carência afetiva com paixão


Foi se o tempo em que eu confundia 
carência afetiva com paixão, hoje, 
o meu AMOR PRÓPRIO, 
é inconfundível e minha maturidade 
é muito bem esclarecida.
Keila Sacavem